Jacadas Pré Natal!

Hello Friends!

Época de Natal e isso significa época de reuniões familiares e pensar sobre o amor cristão gordices!

Engana-se se acha que vou vir aqui falar sobre como evitar as comidas de natal, fugir do Panetone, do Pavê da tia do interior etc. Nada disso, apesar de estar com rédeas curtas com minhas coachees nessa época. É que coincidentemente tive umas duas semanas em que várias escaparam, cederam, fraquejaram, saíram da Paleo e me ligam se sentindo pior que o cocô do cavalo do bandido que tinha acabado de assaltar uma barraquinha de churros. Começam a choramingar porque algumas estavam até com dificuldades em voltar para a Paleo. E o pior que elas começam a falar chorando e eu com vontade de rir vendo um desespero tão bobo. Igual a uma criança que chora porque não está conseguindo vestir a calça sozinha. Você ri porque sabe que tudo bem, que ela vai conseguir em breve. E logo estão rindo junto.

Já escrevi um post dedicado a isso, mas apesar de todas (estou escrevendo no gênero sempre no feminino porque atualmente são todas mulheres) terem lido meu Blog inteiro, os conceitos se perdem no meio do turbilhão do caos que elas acham que vivem. Então vamos exemplificar para ver se você se encaixa em alguma história.

O casamento

Duas semanas de coaching, entrando em cetose nutricional para acelerar a cetoadaptação, os sintomas ruins já diminuindo quase sumindo. Sensação de liberdade e super poder. Agora vai!!! Tem um casamento no sábado. Come um doce.. um só. Já viu que um doce não foi só um doce.. Puft.. Se transformou na monstradevoradoradedocesdagalaxiadeaçucarqueinvadiuaterraparacomertodososdocesdesseplaneta

A viagem

Já no peso ideal! Elogios mil! Perdeu as roupas! Contratando Personal Trainer para deixar tudo durinho e lindo. Viagem a Nova York com o marido e como sempre fazem, jantar em um restaurante estrelado e bacana. Recomendação do Coach: Faça a reserva para o último dia. Se algo sair errado, bater compulsão estará de volta a rotina aqui em seguida. Não deu pra reservar para o ultimo dia. Comeu a sobremesa. No outro dia numa lanchonete pediu sanduiche sem o pão para continuar LCHF, veio com batata..Comeu. Outro jantar..Teve um buffet de pães que o garçom levou até a mesa e explicou cada um deles.. Marido já pegou 2. Ela também. Na volta, muitos estresses particulares.. Foi comer um chocolate 85% porque “merecia” como gravou no áudio que me mandou no Whatsaap. Havia comprado uma caixa de Lindt para dar aos funcionários e comeu 15. E não eram 85%.

O Aniversário

Reta final também, já feliz e contente. Tirando fotos de barriguinha de fora pro insta. Caminhando para o objetivo final e faz aniversário. Na comemoração, muito vinho e sorvete..E comeu sorvete até no dia seguinte. Comemoração longa essa, heim?!

Família não Paleo

Duas semanas firmes e fortes! Disciplina. Vai servir um Egg Sponge com Nutella aos filhos e resolve dar uma mordidinha inocente. E… Bem, uma semana tentando voltar e não conseguia nem passar meio dia sem carbo. Sentimento de culpa gigante, autoestima mais baixa que a minha namorada sem salto. Se sentindo uma fracassada total ou “loser” como ela se chamou algumas vezes.

Deixa eu entrar em cena agora

Primeiramente essas não são histórias de fracassos! Não são! São percalços no caminho de histórias de sucesso! Segundamente, primeiramente!

Você acha que toda história de sucesso é assim? 100m livres? São 100m com barreiras. Faz parte e sem esses percalços os livros de biografias de grandes personalidades seriam muito chatos.

Thomas Edison tem uma frase muito bacana sobre as 10.000 tentativas até conseguir inventar a lâmpada incandescente. “Eu não falhei! Eu descobri 10.000 maneiras de não fazer uma lâmpada”. E isso se aplica muito aqui. Você não é uma máquina! Você é um poço de emoções e histórias com diversas características com relação a comida. Físicas, psicológicas e emocionalmente. Uma hora você iria se deparar com situações que você acabaria se testando. Por isso que neste blog eu oriento que nas primeiras semanas você fuja de tentações. Porque você ainda está “na luta” para mudar de vida. Ainda sente a dependência de Carbo e por isso é muito arriscado. Depois melhora muito.

Caiu, levanta! Sacode a poeira (ou o açúcar de confeiteiro) da roupa e dá a volta por cima. As ferramentas elas já conheciam. Agora já sabem os limites, aumentaram o autoconhecimento, sofreram e muito por andar pra trás e voltarão muito mais fortes. Tudo bem! FAZ PARTE!!

Você sabe a história de se sentir mal , brigar com namorado, perder emprego e comer. Daí se sente pior porque comeu e por isso come mais. É um ciclo vicioso que precisa ser quebrado. Se comeu, quebre o ciclo não se sentindo mal. Simples assim!

Vamos a outros pontos

Um dia de alto carbo não estraga sua dieta ou seu físico. Não dá nem pra repor suas reservas de glicogênio quantos mais sobrar para virar gordura. Esse é um tópico que não entro aqui no Blog porque muitas espertinhas tentarão fazer Paleo HIGHCARBHIGHFAT e óbvio que vai dar “ruim”, como está na modinha dizer! 😀

O Autoconhecimento é muito importante porque quando você atingir seu peso ideal, você aumentará seus carbos e com isso testará como se sente com alguns alimentos que faz tempo que não come ou que quer reintroduzir. Então já no começo você pode ver que não dá. Eu por exemplo, não sei se comentei aqui, tive uma mega compulsão em comer morangos com creme de leite com Stevia. Não consegui entender exatamente o porquê, mas não como mais, mesmo a combinação sendo LCHF e até saudável.

Longe de mim dizer como você deve criar seus filhos, mas se você dá Nutella para eles, as vezes vale estudar alguns livros técnicos para entender os malefícios do açúcar. Óbvio que não é falta de amor aos filhos e sim falta de realmente crer neste estilo que está seguindo e a quantidade de doenças absurdas relacionadas a isso. Aliás, vale manter a leitura constante para abastecer o lado racional do cérebro! 10 simples páginas por dia são um livro por mês.

Você não é um loser!!! Quem desiste é que perdeu! A frase “Não está Morto quem Peleia” se aplica aqui! Sanguenoszóio!! Que essa porrada te faça voltar mais forte. Dizem que o que não mata engorda! Não! Você não morreu nem engordou! Sanguenoszóio!

Seja estrategista! Ótimo! Agora você já se conhece mais, conhece seus limites, conhece como reagiu em determinadas situações. Vai reservar o restaurante para o último dia agora ou não? Vai com 2 semanas de Paleo paquerar a mesa de doces no casamento? Vai dar só uma mordida no pão com Nutella? Acho que não fará mais isso.

A baixa autoestima. A sequência de fracassos na sua vida com relação a dietas te faz achar uma fraca , sem autocontrole e sem comprometimento. Esqueça qualquer tipo de pensamento que vá contra você mesma. Você estava na dieta errada que nunca iria funcionar pra você. A história começou de novo agora e tem que começar zerada! Sem cargas e estigmas do passado. O único que pode brigar com você sou eu! 🙂

A comemoração de aniversário. Deixei por último de propósito. Essa foi uma história diferente. Quando conversamos, ela havia saído da dieta porque simplesmente ela já estava “vivendo em êxtase” como ela mesma comentou. Feliz com o corpo, sem compulsão (e olha que essa me deu MUITO trabalho! Um beijo Gi!). Ela saiu, comemorou, voltou com tudo na segunda feira e tudo certo! Já escrevi sobre o “Quão Paleo você quer ser”. É uma decisão individual. É pra todo mundo? Certamente não. Mas para muitos , essa sem vergonhice ocasional é um ponto de equilíbrio saudável que você pode analisar (no momento certo) se é para você. Claro que ela não brinca com coisas que disparam compulsão. Eu posso beber uma garrafa de uísque que no outro dia estou de volta a paleo porque não bebo e não é problema pra mim. Mas morangos com creme de leite não posso exagerar. Vai entender. Cada um é cada um. Mas cuidado que se você usar essa linha de raciocínio para continuar dependente do que te faz mal, você será uma eterna infeliz. Não dê uma de sabichona achando que eu estou falando de dia livre pra se entupir. Você tem que parar de gostar do que te faz mal! Flexibilize no que você tem controle, o resto, sem flashbacks! Alcoólatras zero álcool, chocólatras zero chocolate e Tequinho zero doce de leite. E flexibilizar quando já for mega Paleo, claro.

Enfim, todo dia é um novo dia, todo semana tem uma nova segunda e todo ano tem um novo Reveillon. Se você usar esse pensamento para se superar e não para jacar dizendo que começa a dieta ano que vem, tudo vai dar certo. Corte o ciclo da culpa já! Você aprendeu mais sobre você e sobre como fazer a Paleo. Na próxima você acerta.

E sobre a frase da minha coachee “Comi um chocolate porque eu mereço” ,está errada! Você merece é ser feliz! Se será com chocolate 85% ou não, veremos juntos depois. No caso dela não foi.

Beijo

ps. Ai que medo de você usar este post pra comer até a toalha de mesa na ceia de Natal!

 

Categorias: Coaching e Comportamento,Paleo

Tags: ,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

36s Comentários

  1. Adorei o post.
    Mas fiquei na duvida se me convenceu a comer ou manter a dieta! Kkkkkk
    Um me diz pra manter, outros pra comer… Uma hora me sinto fraca por pensar em comer e em outra tenho o pensamento do “eu mereço” e “não vai me matar”!
    Ainnn… Esse mês de dezembro mata!
    Pra completar, fiz uma cirurgia e estou sem treinar!
    Mantive a paleo no pôs operatório… Ai qd fiquei bem, decidi fazer um dia de lixo.
    Essa porcaria já virou 4 dias de lixo intercalados!

    Ta complicado.
    =(

    • coachtecomendes

      Oi! Essa é a ideia! Você fez um dia do lixo e viu que não devia porque não conseguiu voltar e já foram quatro. Não se sinta mal, aprenda com o acontecido e volte pra Paleo em uma versão melhorada!

  2. Uauuu!!!! Emocionada com o post!!! Eu sou prova viva do trabalho desse profissional que me ajudou e ajuda a superar a minha mente diariamente!! Não! Não é fácil. E como diz aquela frase: “vc é o seu maior inimigo” diz tanto sobre mim… Ainda bem que achei esse amigo pra me orientar e brigar comigo… Hj, tranquila, Tb em pós operatório e sem treinar, mas muito feliz com as escolhas que fiz em 2014. A começar pelo coach e por essa dieta q sou apaixonada.

  3. Amei o post! Tenho certeza que cada obstáculo é um novo aprendizado. E que venho descobrindo as ” …maneiras de não fazer…” e certamente uma delas é namorar a mesa de docinhos do casamento 😉 ou achar que consegue ficar só em um docinho, ou só uma mordida, um pedacinho…
    Obrigada por tudo. Bjos

  4. Nossa, me identifiquei super com todas, especialmente a que foi comer um “inocente pedacinho” e faz uma semana que não volta a dieta (no meu caso duas).
    O certo realmente é nem chegar perto do perigo né! Você ta totalmente certo quando diz isso!
    Esse post foi ótimo pra saber que “não sou só eu”, porque o sentimento de culpa é péssimo! Mas também foi ótimo pra saber que é possível passar desses 100 metros com (um milhão de) obstáculos.
    Beijos!!

  5. Renata Nunes

    Ahahahahahaha eu ri e chorei com esse post. Eu acompanho a DanyBettyBoop há maks de um ano e através dela cheguei a seu blog. Mas não largava a cerveja. Eu pensava: PQP sem a cerveja é demais…daí cheguei num post seu que falava sobre deixar de gostar do que te faz mal. E lembrei de quando parei de fumar, eu amava fumar, mas parei justamente pq me fazia mal, e parei de um dia para outro e nunca mais tive vontade. Claro que com comida é diferente, principalmente quando vc tem uma relação emocional com ela. E o pão francês…eita lê lê. Mas em fim, cortei a cerveja quando li q a pestinha é mesmo que pao liquido, não adiantava parar a cerveja e continuar com o pão. A vontade de pão diminuiu “kiçó”.
    Daí comecei a consultoria com a Dany, começamos 1 dia após eu acabar o namoro e na semana q seria minha tpm. Olhaaaaaaa…não tive os “mood swings” da tpm e nem sofri largada na comida. Me senti poderosa de não ceder, por que não tive vontade mesmo!!! Mas aí vem essas confras que não são de deus nessa época ahahahahahaa e o q me pega é a caipirosca q amo. Tomei três e passei a madrugada vomitando meu ser…falei com Danny, desabafei. Entendi que a vodka gera vontade de mais vodka em mim, coisa q o queijo não faz, por exemplo. Ai vem um casamento e eu: bebi sim, mas a metade da dose e bebi água e fui dançar! E a mesa de doces? Comi os morangos pq não aenti a mínima vontade de atacar tudo. Pensava: o vestido entrou, os elogios não param, vc jura q vou comer esses doces? Marminino!!! Em fim!!! Obrigada Teco, pelo blog divertido e informativo é possível! E a minha coach linda Danny!

    • coachtecomendes

      De nada e boa sorte na sua jornada! Cair faz parte e levantar é a arte! Obrigado por acompanhar o blog! Bjo

  6. Eu estava sem saber como dizer pra Dany, sobre o que fiz ontem á noite, ataquei o sushi sem pena, e ela me passa o link pra ler seu texto, aliviei, pensei que ia levar uns esculachos, e lendo vi que agi mal, mas nada imperdoável, e o melhor já voltei a si e sem vontade de fazer o errado de novo, já que hoje tenho o jantar de aniversário da minha irmã, que vai ter um vatapá delícia da minha mãe, uma gostosura de batata indispensável, um bolo de nozes, masssss… vai ter também bastante carne, linguiça and salada…ficarei com elas…E vou me divertir da mesma forma só que fazendo a coisa certa e me sentindo “a magra” rsrsrsrsrsr. Bjs.

    • coachtecomendes

      Que bom! Mas mude a forma que fala das comidas não Paleo que isso ajuda. Se você sabe realmente o mal e a infelicidade que essas comidas fizeram a você por toda sua vida você falaria com a boca tão cheia? Pode até ter um carinho porque elas representaram algo no seu passado, mas imagine se fosse um namorado que te fez tão mal e hoje é ex. Você não falaria em ex namorado delícia, gostosura de ex namorado etc. Você quer deixar pra trás e as palavras geram pensamentos, que geram sentimentos e sentimentos levam a ação. Se você continuar vendo o que não deveria comer dessa forma, agirá com autopiedade quando estiver na frente dessas comidas e um dia você vai dizer que “merece” come-las. Você pode ainda não mudar o que sente, mas pode já mudar o que fala.
      Que bom que ajudei.
      Beijinho

  7. Teco, passei a pensar “eu não quero” ao invés de “eu não posso”,como vc havia aconselhado, isso traz uma confiança e um segurança incríveis! Tento não disparar os gatilhos de compulsão…e também penso “vale a pena esse carbo?” Tem tantosss outros carbos em outras ocasiões mais especiais me esperando….melhor ficar no crédito…ehhehehehe…
    Beijos, obrigada por adivinhar pensamentos como os desse post

  8. Bruna Damini

    Adorei o post, Teco!!

    Cada jacada um auto conhecimento… Não é fácil voltar pós jacadas… Mas com a persistência e o passar do tempo vai ficando menos difícil… Experiência própria! RS

    Bjooo

    • coachtecomendes

      rs A ideia não é para ficar menos difícil voltar das jacadas e sim ter menos jacadas! Mas tá bom! rs Bjo

  9. Bruna Damini

    Comigo está acontecendo exatamente isso, menos jacadas, e se acontece volto mais fácil e não demoro mais uma semana para voltar a linha e daí o estrago está bem feio… Bjo

  10. Acho que nem devia ter lido esse post.. Rsrs! Senti alívio por ver que não fui a única que “sofreu” com tanta confraternização! Jesus me chicoteia!
    Aí que to no mesmo peso de 1 mês atrás! Sobe 1kg, baixa 1kg… Nervo! Agora me comprometi a deixar o natal livre.. Mas só em 2015!! Rsrs! Que se eu passar do Natal nada mais me abala! No livro do Taubes ele diz que as crianças obesas, depois de 1 ano ou 1 ano e meio não sentem mais falta de doces.. Entåo tem jeito de chegar lá! E como alguns pelejam em recaídas com cigarro até chegar no ponto que não fumam mais..!
    Cada dia de uma vez.. Só por ontem e hj não pus nada fora da KETO na boca.. E vamos que vamos!

  11. Ah!! PAssei pra dizer que encontrei um jeito de controlar minha compulsão por castanhas (ja que tem bastante agora) …comprei nozes com casca! …dá trabalho, demora mais, vai dando tempo de “sossegar”…não dá pra pegar um monte de uma vez…. 😉

  12. Priscila Molina

    Teco,

    Amei o post estou rindo alto aqui! Rindo porque me identifiquei com a maioria dos casos!
    Com duas semanas de Paleo, estava me sentindo muito bem, recebendo elogios a mil, sem compulsão nenhuma e fome zero,
    Até que… Apareceu lá em casa um chocotone inocente, acompanhado de um Nutella… A mistura dos dois fizeram estourar fogos de artifício no meu cérebro!! E a mostro devoradora de doces da galáxia ressurgiu em meu ser! E o que era para ser um pedaço se transformou em meio chocotone com Nutella!
    Resultado: sentimento de culpa, fracasso, minha barriga que estava lisinha da duas semanas de Paleo, inchou de forma absurda!
    Agora é sorrir e voltar duas ou cinco casas… E saber que aquele pedacinho inocente pode despertar o monstro que fica adormecido em mim!
    Adoro ler seus posts, já devorei seu blog inteiro!
    E Agora é só esperar pela noite de Natal, e eu sei que ele (o chocotone) estará lá novamente, acompanhado dos seus parceiros o Pavê da minha sogra e um bolo de doce de leite argentino da minha tia p me atormentar! É dificil, mas vale muito a pena resistir a todos eles!
    Ah, e vou levar meus petiscos Paleo p me acompanhar!

    • coachtecomendes

      Dizem que as coisas só nos fazem mal quando damos poder a elas! Vc listou as comidas do seu natal com muita água na boca! E meu blog pode devorar que é Low Carb!

  13. Teco, e quando o problema não é exatamente com as jacadas, mas com a determinação de não jacar porque simplesmente não vale a pena? Eu optei por me jogar nos alimentos paleo, pra não sobrar espaço livre na hora da sobremesa. E era tanta coisa gostosa, que não vi sentido nenhum em comer doce.
    O problema é que isso despertou “espanto” na minha família, e estou sendo alvo de críticas a cada refeição (principalmente no dia-a-dia das férias). Minha mãe não se conforma que eu como creme de leite com polvilho doce no café da manhã, nem que eu como ovos com bacon no lugar de bolo de cenoura. Pra piorar, me bateu uma gripe repentina, e aí, já viu, né? Falam que não to comendo direito, que é falta de vitaminas, que o certo seria eu comer de três em três horas, e um pãozinho no fim da tarde, como sempre fiz.
    (Me perdoe o desabafo, hahah). Mas gostaria de saber se você já passou por algo semelhante no início, e qual seria uma maneira educada de desvencilhar desses comentários (porque por enquanto minha estratégia é largar todo mundo falando sozinho e fingir que não ouvi hahahah).

    • coachtecomendes

      Oi! Verifique se está comendo seus vegetais. Paleo não fica gripado nem resfriado. E procure no meu insta um post chamado “O que ninguem sabe ninguem estraga” que falo desse problema que voce levantou. Parabens por ter se segurado bem!!

  14. Socorro! Depois de ler barriga de trigo, a dieta da mente, ler todos os blogs e artigos possíveis e imagináveis sobre dieta paleo, ter perdido 4 quilos que eu tanto queria, me sentir livre e sem compulsões, há 1 mês não estou mais conseguindo, o problema não é nem o carbo, é a falta de açúcar… Não sinTo falta de pao, massas, essa fase superei… Mas igual a você comecei a ter compulsão por morangos e frutas vermelhas com creme de leite e nata! E não falo de 5, 10
    Morangos, falo de caixa!!!!!! O mesmo com chocolate…. Definitivamente acho que pirei… A farra de final de ano teve até sorvetes que não comia há meses…. Resumindo… Teve os sorvetes nada paleo do Natal (que duraram uns 4 dias!) e a compulsão por alimentos paleo mas em grande quantidade (muito mesmo!!!)! Morango com nata, castanhas em exagero, queijos e chocolate!!! A balanca já subiu e estou triste! Preciso de consultoria teco!!!!! O livro da vez é Porque engordamos… E mesmo lendo tanto, incentivando amigos, não sei mais fazer tudo isso sozinha.. Estou comendo demais!

    • coachtecomendes

      Oi Simone, já comentei via instagram! Re-la-xa!! Está tudo bem!

  15. Oi Teco!
    Reli hoje seu post e adorei cada palavra, genial!!
    Estou aprendendo a me conhecer com sua ajuda. Hoje sei que pra alguns de nós (eu inclusive, claro) é preciso evitar a primeira mordida! Ou que a primeira mordida seja no último dia, kkkkkkkk 😉
    Obrigada e um Feliz 2015 pra vc!!!

  16. Poi Zé… me expus à umas 328 situações de risco entre 6ª e 2ª feira e realmente não fui forte pra segurar a onda.
    Hoje acordei determinada a retomar a dieta (na verdade, decidi ontem enqto acabava de comer o último chocolate). E agora à tarde já estava quaaaaase cedendo ao ‘só mais um dia jacando e eu paro’, a caminho do supermercado comprar meus aliados.
    Mas aí eu lembrei do blog e vim ler mais um post . Tô lendo todos na ordem cronológica e hj foi justamente esse.

    Com licença que eu vou ali preparar meu bife com mussarela e gelatina com creme de leite.

    Muuuuuuuuuuitos beijos pra vc Teco!!!! 🙂

    • coachtecomendes

      Sempre é tempo de analisar a situação e planejar melhor pra próxima vez que vai dar tudo certo!

  17. Olá Teco, eu faço lchf e gostaria de tirar umas dúvidas levando em conta a seguinte situação:

    Situação:
    Vou viajar no final de semana e decidi que vou aproveitar as cervejinhas, pizza e sobremesa com a família.

    Minhas dúvidas são:
    – Durante este fim de semana, devo me manter lchf nas outras refeições “normais”? Ou isto me faria engordar mais, tendo em vista q não estaria lchf o tempo todo?
    – Nesta situação onde estaria comendo besteiras com intervalos curtos, é melhor mudar a alimentação para Low Fat para minimizar os danos?

    Qual seria seu conselho sobre esta situação?

    • Coach Teco Mendes

      Meu Conselho seria nenhuma dessas opções rs.. Mas se for sair, sugiro sempre voltar para rotina LCHF quando possível!

  18. Muito bom, Teco!
    “O único que pode brigar com você sou eu! ” – vc faz isso sempre…hahaha! goxto 😉

X