Minha Dieta é melhor que a sua! E minha quantidade de Carbos também!

Hello, friends!!

Mais um Post jornalístico com o que está acontecendo neste mundo louco, e claro, com muito da minha opinião.

OMG quanta briga! Por que tantas divergências e tantas certezas? A briga pra quem está certo no campo da nutrição é tão grande e envolve tantas coisas que “My Diet is better than yours!” (Minha dieta é melhor que a sua) é simplesmente o nome de um reality show nos EUA. Isso mesmo! Como reflexo desta briga e divergência de crenças, conceitos e estudos, criaram um reality show sobre isso. Muito do que vou falar aqui eu já falei em outros posts, principalmente naquela série de 3 posts sobre como estudar a Paleo/LCHF.

 

Assista ao trailer:

Mas ok, você entende o porque da briga. Mas quem é LCHF/Paleo todos concordam entre si, certo? Errado.

Por que tanta divergência entre os próprios autores considerados Paleo?

Se você quer saber como é a Dieta Atkins, você compra o livro e tem tudo detalhado. E essa é a Dieta Atkins e pronto. Da mesma forma é a Dukan, Perricone, South Beach, Vigilantes do Peso etc. Independente se são boas dietas ou não, essas Dietas tem endereço, nome e sobrenome. Então não tem discussão. É assim e pronto. Você pode não concordar com elas mas sabe exatamente como são.

A Paleo ficou popular com o livro do Dr Loren Cordain de 2002 e ele até registrou o termo “Paleo Diet”, mas muito mais que um conjunto de regras alimentares, o que está por trás da Paleo é um conceito. O conceito de que nosso corpo tem o máximo de saúde expressada pelos nossos genes com a alimentação que nosso corpo utilizou para evoluir por mais de 2 milhões de anos e que foi modificada com o advento da agricultura cerca de 10mil anos atrás de maneira imposta com “comidas” que nós humanos não estamos totalmente evoluídos para se alimentar e, o custo de todos os benefícios de deixarmos de sermos nômades foi a deterioração de nossa saúde e o surgimento de muitas doenças da modernidade. Isto é, nossos ancestrais eram MUITO mais saudáveis. Pra piorar no século passado vieram os fast foods, alimentos geneticamente modificados, a pirâmide alimentar com a base cheia de cereis e lipofobia, criação da gordura trans e incentivo ao uso de óleos vegetais na cozinha porque não contém colesterol.

Aí os Haters fizeram a festa

Como Dr Souto já falou no post sobre a falácia do espantalho, as pessoas começaram a falar que os Paleos não tem máquina do tempo para ir ver o que os homens do período paleolítico comiam, que ninguém vai acordar de manhã para caçar macaco pra comer o cérebro deles, que o que comiam centenas e  milhares de anos atrás já está tudo extinto, que em 10mil anos evoluímos sim, que o que um comia na floresta é diferente do que comiam nos alpes. Tudo isso já foi facilmente respondido e os Paleos começaram a chamar de “Paleo Template” ou padrão paleolítico para ficar mais fácil entender que ninguém vai caçar gambás nos lixões da cidade pra se alimentar. O que os Paleos dizem é: Temos certeza que nossos ancestrais não comiam sucrilhos pela manhã enriquecido com vitaminas e ferro e sim carnes com suas gorduras, vegetais, ovos etc.

Maaas os próprios autores divergem em alguns itens

E essas divergências deixam a comunidade confusa. Por que uns falam que pode isso e outros falam que não? Qual a quantidade ideal? Chocolate 70%? Nossos ancestrais não comiam isso.

Grande parte disso é entendível se comparando com os vegetarianos. De um lado tem o Ovolacto vegetariano que não come carne mas come derivados de leite e ovos e no outro extremo tem os Veganos que não comem nada de origem animal incluindo mel. Aliás, nem roupas de couro usam.

Então, se você procurar, verá divergências em TODOS os aspectos. Conforme o nível de importância do autor, se é conhecido por ser uma autoridade no assunto, menores são as divergências e maiores os embasamentos. E as muitas das divergencias no fim acabam sendo uma questão de flexibilidade (ou da falta dela) assim como os vegetarianos.

Mas antes vamos a umas poucas definições porque tem gente confusa aí.

Paleo/Primal – Padrão de alimentação do período paleolítico (anterior a agricultura) em que nossos ancestrais eram caçadores e coletores. Lembrando, PADRÃO de alimentação.

LCHF – Dieta com mais gorduras e menos carboidratos do que as diretrizes vigentes, pirâmides alimentares com base com cereais etc. Não é uma dieta e sim uma características de dietas no que tange esses dois fatores. Gordura e Carboidratos. Quando você vê uma foto dizendo LCHF não é isso (salsicha, hamburgures queijos) e sim é isso (muitos vegetais, com carnes etc) na verdade as duas dietas apresentadas são LCHF. Só que uma é mais saudável do que outra. Você pode fazer Atikins LCHF, Paleo LCHF, Mediterrânea LCHF etc. Então as fotos seriam várias porque, como disse o foco são nesses dois macronutrientes. Ah, ou só chamar lowcarb. Aí é o mesmo mas com o foco só nos carbos. Até dei uma pesquisada e realmente achei uma dieta CHAMADA Low Carb. Na verdade achei LCRFBD que significa Low Carb Real Food Based Diet que tem toda a descrição do que é a dieta “baixo carbo baseada em comida de verdade” e no final tem um videozinho em resumo chamado “Um resumo da dieta Paleo”. Ou melhor, é Paleo. Mais pra baixo vou falar sobre essa fuga do rótulo Paleo.

Ah, e sempre que você lê um livro sobre Paleo/Primal, você lê o contexto dos benefícios de uma alimentação com menos carboidratos. Paleo não é low carb por definição porque orienta sobre “o que” comer, mas acaba sendo low carb na prática uma vez que não come industrializados açúcar, grãos etc. Pode ser alto carbo como alguma estratégia? Sim, claro, mas por padrão, é uma dieta Low Carb.

Veja o título desse artigo do próprio Dr Loren Cordain: A dieta Paleo é a melhor dieta Low Carb para perda de peso

http://thepaleodiet.com/paleo-diet-best-low-carb-fat-loss-diet/#.Vszw5kU4-nN

Cetose Nutricional – Se você leu o artigo acima viu que logo de cara ao citar os benefícios da  low Carb, é mencionado sempre junto a dieta Cetogênica ou very Low Carb. E é um estado metabólico em que o figado produz mais corpos cetônicos na falta da glicose, principalmente para o cérebro e de acordo com vários autores o cérebro prefere corpos cetônicos mesmo pra funcionar. E que além de todas as vantagens da LCHF em termos de saúde, a perda da fixação na comida e da compulsão é algo muito bacana. E alíás, aqui é uma parte que as pessoas realmente tem preconceito. No livro Keto Clarity até mostra a evolução do preconceito, de onde surgiu etc. E se você for ver na prática, fica até engraçado. Uma dieta com 80g de carbo é ok! É Low Carb. Se você fizer jejum também é muito bacana mas se em vez de comer 80g de carbo, comer 40g aí você é louco. Vai entender!

Os mais do contra dizem que faz mal. No meio termo tem gente que diz que é “uma estratégia terapêutica para ser usada em caso de problemas como obesidade mórbida, doenças neurológicas como Parkinson e alguns tipos de câncer.”. Olha só o preconceito nessa definição. Ela diz tipo assim, Cetose nutricional não é bom, mas obesidade mórbida é pior então tudo bem. Mas se ela é boa pra obesidade mórbida, por que não todas obesidades?? Os mais brandos e que sabem o que estão falando podem até dizer que você não precisa estar em Cetose Nutricional para emagrecer e pode emagrecer com Low Carb sem se privar tanto. E isso está correto, mas para muitas pessoas um conjunto de estratégias são necessárias para aumentar a adesão à dieta e isso pra mim é tão óbvio que até dói. As pessoas tem relações diferentes com comida e da mesma forma que umas pessoas podem fazer low carb comendo frutas ou tirando um dia por semana pra comer o que quiser etc, outras pessoas não podem nem devem. Nada é pra todo mundo e essa frase não poderia parar de repetida. Mas qual o seu limiar? Qual o seu equilíbrio nesse contexto levando em consideração sua individualidade genética, sua relação emocional com comida, sua cultura (arroz com feijão do brasileiro), sua religião, seu estilo de vida com o esporte que pratica etc etc etc? Não é mais fácil você começar bem baixinho em termos de carbo (Cetose não é zero carbos!!) e ir aumentando conforme progride, recupera sua auto estima, emagrece e toma controle do que entra ou não na sua boca? Eu não estou sugerindo a reinvenção da roda. Olha as etapas da dieta Dukan, Atkins. South Beach e outras clássicas dietas Low Carb. Elas tem etapas em que se vai aumentando a ingestão de carboidratos mesmo sem focar em cetose.

Uma opinião legal foi do Mark Sisson neste Post sobre quanto tempo ficar em Cetose e se vale ficar indefinidamente com carbos bem baixinho. Em resumo ele diz que conhece pessoas que vivem há anos em Cetose Nutricional mas que ele consegue os benefícios terapêuticos (que são vários e não são conseguidos só com Low Carb) através de exercícios HIIT e jejum intermitente. E também que ele adora comer e manter sempre os carbos tão baixos pra ele é ruim porque fica restritivo. Olha que beleza. Esse é o equilíbrio dele. Pra ele não faz sentido ainda mais pra quem sempre foi magrelo sem compulsão.

http://www.marksdailyapple.com/is-constant-ketosis-necessary-or-even-desirable/#axzz429TFyTPR

Do outro lado da moeda tem esses que vivem em cetose nutricional e sentem muito bem, saudáveis e com muita energia. Eu sigo alguns deles no instagram porque acho interessante pessoas que treinam pesado e tem a Cetose Nutricional como estilo de vida.

Evernote Camera Roll 20160306 161826 (1) Evernote Camera Roll 20160306 161826 (2) Evernote Camera Roll 20160306 161826 (3) Evernote Camera Roll 20160306 161826

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O primeiro, Anthony eu comecei a seguir agora e é apenas uma pessoa postando seu dia a dia mas como ele é Engenheiro Nuclear pelo MIT e professor de Poker eu me identifiquei Por que sou inteligente e estudei no MIT considerado por muitos a melhor universidade do mundo? Não, porque eu jogo poker! 😀

Além disso, há vários livros, sites. blogs, tudo sobre Cetose Nutricional como estilo de vida. Então o recado aqui, não é advocar a favor sendo que nem expliquei a parte técnica de como funciona e como fazer Não é o ponto. E sim tentar ajudar você perder o preconceito e considerar uma opção como ferramenta que pode ser importante pra você por um período.

Outro ponto que aumenta a adesão a dieta e quem já fez sabe, é que quando você controla a cetose seja no sangue ou na urina, você não quer pisar na bola quando chega lá e avacalhar a dieta da mesma forma de usar o calendário que expliquei em um dos Podcasts. É muito bacana!

Vou deixar aqui um link com um artigo bem didático sobre os benefícios da Cetose Nutricional e apesar de estar em inglês, é lotado de referências a cada ponto onde te leva direto aos estudos da Pubmed para quem gosta de artigos científicos. Eles fazem várias comparações com dieta baixa em gordura que dá até dó mas o ponto é ter algum leitor aqui mais técnico que possa se interessar.

https://authoritynutrition.com/ketogenic-diet-and-weight-loss/

Opa Vou deixar mais dois artigos (esse post inteiro está sendo escrito em 2 meses, então eu vou incluindo coisas que saem no período! haha. Vc já havia percebido que eu estava sumido, né?)

Neste fala sobre como fazer a Keto, benefícios, cuidados, exemplos de alimentos e até termina lembrando que nada é pra qualquer um. Tem até um link com mais de 20 estudos sobre os benefícios da dieta cetogênica.

https://authoritynutrition.com/ketogenic-diet-101/

Esse outro é sobre 10 gráficos que mostram a força da Cetose Nutricional

https://authoritynutrition.com/10-graphs-power-of-ketogenic-diet/

Friends, está tudo em inglês mas se vocês pedirem muito eu traduzo tudo e posto aqui. se vocês não pedirem vou considerar que tá todo mundo se virando com o Google Tradutor. Mas pra quem não fala tenho uma notícia show! O Hilton do paleodiario.com.br me disse hoje que vai lançar um livro em português sobre Dieta cetogênica! Que notícia bacana! Espero que ele não brigue comigo por ter contado o segredo

Jejum Intermitente – Esse tá fácil! Por incrível que pareça caiu no gosto das pessoas e é meio que uma unanimidade entre os profissionais atualizados e já tem vários bons estudos suportando. Mesmo sem as pessoas realmente entenderem como funciona, a contrapartida de ficar longos períodos sem comer seria comer de 3 em 3 horas o que é pouco instintivo se você seguir uma coisa mais óbvia que é só comer com fome. Você também não faz isso com outras necessidades fisiológicas também ou marca hora pra fazer xixi? Então o Jejum intermitente nada mais é que o período que você fica sem comer. Há vários protocolos formas de fazer, lista de benefícios etc. O Hilton publicou vários artigos sobre JI no Paleo diário do Dr Jason Fung. Um médico canadense que tem uma clínica de emagrecimento e é author do livro The Obesity Code. Ele é um grande estudioso de jejum intermitente e prolongado e seu blog tem muita coisa bacana. Lembram dos posts sobre como estudar a Paleo que tudo começou com um artigo dizendo que Jejum não é bom para mulher? Dr Fung diz que as mulheres se dão melhor que os homens com jejum. E claro, como sempre, nada é pra todo mudo. Mas as vezes você não consegue 24h nem gosta, mas de 16h faz e vários dias (na verdade acorda e não toma café da manhã!Olha que fácil).Mas não vou falar nada mais aqui nem links porque por incrível que pareça esse item é até um senso comum.

 

cogumelo

 

Frutas são da natureza, então pode..Mas cogumelos venenosos também são.

Friends, essa é outra área que vejo lado oposto da Cetose Nutricional ou dieta bem baixa em carbos. Está grudado na nossa cabeça que fruta é saudável e como é comida de verdade então tá ok. Mas infelizmente não é bem assim depois que o homem meteu o dedinho. Queria que muitos profissionais vissem essa parte deste post porque aceitar comer comida não processada é fácil, mas que é pra comer menos frutas e não mais, é difícil. Em janeiro fui gravar um programa na Globo local sobre um post que eu havia feito no Instagram chamado JACOU ESTÁ JACADO E NÃO SE JACA MAIS NISSO sobre os abusos do final de ano. Aí estavam eu, uma psicóloga e uma nutricionista, que falou que temos que comer quatro frutas por dia (e ainda detalhou que pode se repetir duas delas) e que a dieta Atkins faz perder músculo. E eu juro que fiquei quieto mas minha cara disse tudo. Vamos ver se consigo te explicar:

Se eu te perguntar quais são as frutas Paleo/LCHF talvez você responda, coco, abacate e frutas vermelhas. Mas por que não todas?

Quando eu comecei a estudar o assunto, vi como os autores defendiam o jejum intermitente como um processo saudável e alinhado com nossa evolução. Mas por que então não todas as frutas se estão na nossa natureza? Fiz essa pergunta para o Tom Naughton do documentário Fat Head através de seu Blog e a resposta foi que as frutas atuais por cruzamento se tornaram extremamente mais doces e com menos fibras. Não importa se orgânicas ou não. As frutas ancestrais não existem mais.

Eu já tinha visto esta capacidade do homem de manipular a natureza com a criação das raças de cães e gatos e tem até fotos comparando as raças 100 anos atrás. E aí temos Pugs com problemas de respiração pelo encurtamento dos focinhos, Dachshunds com problemas nas costas por alongamento da coluna e a porcentagem de 70% de incidência de câncer em Golden Retrievers. Com frutas que não nos olham com carinha de dó como os cachorrinhos não seria diferente.

Deem uma olhada nisso:

IMG_8748

Essa é a transcrição de um trecho do Fantástico do mês passado:

 

“Eles buscam o maracujá que o mercado quer…”

“Começa com a natureza e evolui com uma ajudinha. A EMBRAPA partiu desse maracujazinho aqui (o pequeno na mão esquerda) que é nativo do serrado que dá no meio do mato. Fez uma plantação e foi selecionando. Assim em 20 anos, partindo desse aqui, chegou a ESSE maracujá (o gigante na mão direita). Que é o maracujá azedo que a gente usa pra fazer suco.”

Se você já entendeu que não se deve tomar suco por ter muito açúcar e poucas fibras, fizeram um suco em formato de fruta! Pelo menos a caixinha é ecológica! haha

Quer mais exemplos de cair o queixo? Segue uma comparação entre uns alimentos selvagens versus os domesticados. Há vários artigos na internet sobre o assunto, contando como conseguiram a versão selvagem (a melancia é um quandro do século 17) e com muitas outras informações bacanas. mas vou só colocar as fotos pra você dar uma olhadinha. Tá, só mais uma curiosidade, não existia na natureza cenoura dessa cor laranja e somente uma roxa e branca como da foto. Foi cruzamento.

MILHO

Corn3 Corn1

CENOURA

Carrot2 Carrot1

BERINJELA

Eggplant1Eggplant2

 

 

BANANA

Banana2 Banana1

MELANCIA

Watermelon2 Watermelon1

ps: Antes de surtar, nada desses cruzamentos são intrinsecamente bons ou ruins, o ponto é a capacidade que o homem tem de modificar a natureza e, quanto as frutas, você viu no fantástico enquanto você esperava pra começar o BBB, que domingo é dia de formação de paredão, que é direcionado a faze-las com mais suco, menos fibra e mais doce.

Nosso cérebro nos engana quando ouvimos que tal coisa tem vitaminas e todos os outros benefícios porque como falei na história do cocô de gato batido com whey nopost de como estudar a Paleo, nós temos que focar no mal que faz e não no bem. Mas quando se lista os benefícios de um alimento, você fica com a impressão que se não o comer, estará abrindo mão deles. O que não é verdade.

Como disse o Dr Eric Westman no livro Keto Clarity “Frutas são os doces, mas da natureza e não há um só nutriente que não conseguimos facilmente de todos os outros vegetais com uma boa alimentação.”

Mas não se pode comer fruta então??

Opa, claro que pode! Você pode até comer churros de vez em quando se esse for realmente seu equilíbrio. Mas muita gente sem perceber, perde aderência a dieta por causa do excesso das frutas e do seu excesso de carboidratos simples achando que tirar frutas da dieta, mesmo que por um período como estratégia, seria um “pecado”. Acaba comendo o churros porque comeu uma fruta.

Fiz um post cerca de um mês atrás no meu instagram e VÁRIAS pessoas relataram terem compulsão mais atacada quando comem frutas e até na entrevista com o Roney e o Guilherme do site Senhor Tanquinho o Guilherme conta que tem muito cuidado com as frutas porque tem vontade de comer doce que não é fruta após comer uma.

O meu equilíbrio pessoal é comer frutas (fora coco, abacate e berries) fora de casa quando vou a um restaurante se for o caso. Em churrascaria eles sempre tem aqueles abacaxis assados com canela e como e posto foto no instagram pra comemorar. A diferença é a consciência do que a fruta é, seus benefícios, malefícios e riscos. Então, pra MUITA gente, fruta não são ok por definição. Não são ok só porque são da natureza. Mais uma vez, voltamos aquela individualidade. Depende de cada um, da relação com cada fruta, do tipo, quantidade, da sua estratégia e da sua aderência.

Pra finalizar, nossos ancestrais claro que poderiam ter acesso a frutas doces e mesmo que pequenas poderiam comer várias. Assim como podiam comer mel quando achava e ter um dia alto carbo. Mas eram sazonais, não eram plantadas etc. É a mesma lógica para as oleaginosas. Está no topo da pirâmide Paleo para conscientemente comermos pouco. No passado as dificuldades já ditavam a quantidade e hoje tem gente lendo esse texto aqui que se deixar come castanha de caju igual pipoca, porque o acesso é muito fácil.

ps: Procure artigos sobre motivos por você não estar perdendo peso com a paleo. Frutas geralmente é o item um.

IMG_8902 IMG_8476

Mas voltando ás divergências, e os estudos?! Porque todos não se baseiam neles pra concordarem e pronto?

Evernote Camera Roll 20160306 161945

Pra isso eu tenho uma má notícia pra você, a Terra é Plana.

Sim, mesmo as coisas mais evidenciadas, provadas e comprovadas, fotografadas etc. As pessoas se aterão no que quererm acreditar.

Existe um movimento “forte” aformando que a Terra é plana, que há provas disso, tem canais no Youtube em inglês e Português, tem documentários sobre o assunto etc. Não, não é brincadeira. Imagina com estudos comprovando que gordura saturada não fez nem nunca fez mal ao coração com toda a crença enraizada

Deem uma olhada nesse link em português que tem um video de 1min sobre isso!

http://m.megacurioso.com.br/astronomia/90638-em-pleno-seculo-21-ainda-existem-pessoas-que-acreditam-que-a-terra-e-plana.htm?utm_source=facebook.com&utm_medium=referral&utm_campaign=thumb:

Um Rapper americano começou um movimento no Twitter dando argumentos e várias pessoas entrando na onda. Até o Astrofísico Neil Degrassi Tyson (mega famoso na área apresentador da série COSMOS. Tem no Netflix. Assista). Foi num programa de televisão responder (também em forma de RAP) . Vai vendo!

Mas ok, tirando os loucos e radicais de lado, e os estudos sobre a alimentação.

Há muitos problemas nessa área. Muitos que também falei nos posts sobre como estudar. A qualidade de estudos é um problema enorme e vou dar uma resumida em um artigo sobre isso que coloco o link a seguir.

http://www.vox.com/2016/1/14/10760622/nutrition-science-complicated

O Título é: Eu perguntei a 8 pesquisadores o por que a ciência da nutrição é tão complicada.

1- Não é viável fazer bons estudos controlados, randomizados para a maioria das questões de nutrição Seria o ideal,mas colocar um monte de pessoas, fazendo determinada dieta, por um período suficiente de tempo tendo a certeza que fariam tudo certo. Teriam que ser pessoas em gaiolas.

2- Então os cientistas tem que se basear em estudos observacionais o que são cheios de problemas. Lembram do meu Podcast sobre a OMS colocar o bacon na lista de alimentos cancerígenos? Aí os cientistas tem que se basear em pesquisas tipo entrevistas (além de tudo!). Quantas vezes a senhora comeu hambúrguer com catchup no mês passado?

3- A individualidade biológica é muito grande, o que torna ter uma regra geral para todos muito difícil

4- Conflitos de interesse e grandes industrias alimentícias “patrocinando” estudos. Ah vá!

O artigo é muito interessante e vale a pena ler e eu tive que me segurar para não desconsiderar tudo porque ele termina falando sobre a sugestão padrão que todos conhecemos de grãos integrais pouca gordura etc. É pacabá. Dá vontade de mandar um email dizendo que estou fazendo um trabalho e gostaria de receber uma lista com alguns bons estudos falando que gordura não é saudável. Só que não tem! Não não doutor! Que gordura trans faz mal eu tô ligado! É a da minha picanha!

Glúten

Como hoje estou colocando vários links, mais um. O que é glúten:

http://authoritynutrition.com/what-is-gluten/

Em 2001 eu fui assistir uma palestra dom Prof Waldemar Guimarães (quem é maromba conhece) e ele falou da dificuldade em ter que contar com estudos. Tem gente que fica “cadê os estudos? Cadê os estudos?”.Ele falou: Você acha que vão ficar fazendo bons estudos que custam dinheiro pra saber como fazer pra ficar com 50cm de braço? O Empirismo, a prática não pode ser descartada.

Quer um fato de cair o cu da bunda deixar de queixo caído? Não tem estudos fortíssimos dizendo que glúten faz mal para não celíacos. Eu sei que você leu muita coisa no barriga de trigo, A dieta da mente etc. E provavelmente onde há fumaça há fogo. Por isso que as organizações de saúde não condenam o glúten. Porque ficam esperando.(o engraçado é que condenam gordura e recomendam óleo de canola mesmo já tendo todos os estudos necessários. Mas como Jeff Volek autor do The Art of Low Carb Living, essa geração tem que morrer primeiro antes de aceitar que estavam errados. Então a farsa da lipofobia durou 30 anos mas vai demorar outros 30 pra todos reconhecerem, porque quem defendeu nunca vai assumir,mas já terão morrido ou se aposentado. Nossa que parenteses longo). Então há vários relatos práticos de saúde melhorada fortemente quando se tirou o glúten. Mas a coisa está caminhando. Já tem no Pubmed que Robb Wolf postou e eu postei no instagram ano passado a confirmação da existência de pessoas não celíacas mas ” sensíveis” ao glúten (apesar de ainda questionarem isso mesmo assim). No link acima tem todos os estudos.

Lendo alguns artigos, sempre tem a parte dos comentários que o povo fica discutindo. Num deles uma mulher relata como a vida dela e do marido mudaram quando cortaram o glúten listando a série de problemas resolvidos e terminou com uma frase. Parem de discutir e fique um mês sem glúten e teste em você como se sente. Ou como Jimmy Moore sempre fala, faça um experimento N=1!.

É óbvio mas as pessoas querem ler estudos que talvez nunca saia. a briga pelo menos nunca vai acabar. Pelo menos na nossa geração. Mark Sisson escreveu sobre laticínios porque os paleos ficam brigando se pode ou não. Fique um mês sem comer e veja se sente alguma mudança. Muita gente sente e nem sabia que estava meio zikado. Parece simples e é.

Mas e o Glúten pros Paleos? Nós já não comemos trigo, cevada, centeio independente do glúten. Nem é esse o ponto. Alimentos baixos em nutrientes, aliás, com antinutrientes que disparam a insulina com seu excesso de carbo refinado estão fora.

Pode até esperar estudos mas, se eu estou numa selva e ouço um leão, vejo pegada de leão..Eu saio correndo antes de esperar comprovação. O estudo científico pode chegar tarde demais pra me dar 100% de certeza.

Uma curiosidade: O glúten não me fazia mal. Pelo menos nunca senti.

Comida de verdade LCHF é a melhor opção para emagrecimento, saúde reversão de síndrome metabólica, diabetes tipo 2 etc Isso todo mundo sabe, certo?

OOOOOOPA muitos autores contrários a LCHF ou de vLCHF apontam exemplos de sociedades que prosperaram com dietas onde a grande maioria de suas calorias vinham de carboidratos e segundo Chris Kresser autor do The Paleo Cure, diz que a única proteína que comiam eram os bichos que tinham no meio das frutas as vezes E agora? Hashtag comofaz?

https://intensivedietarymanagement.com/thoughts-on-the-pritikin-diet/

Dr Jason Fung escreveu um ótimo artigo(acima) sobre isso explicando o motivo comentando sobre um estudo que mostrou que a Pritikin Diet (uma dieta alta em carbo, alta em fibra, baseada em plantas e baixa gordura) também reverteu diabetes e síndrome metabólica e vários outros benefícios. Mas peraí! Não são os alto carbos que justamente causam essas doenças? E sem gordura??

O que acontece que quando falamos em restringir carboidratos, estamos na verdade falando no controle da farra da insulina. Em manter a insulina baixa. E como a ingestão de carboidratos é o principal fator para liberação de insulina, há essa simplificação de um processo que claramente é mais complexo. Mas resumindo o que está no artigo, há fatores que contribuem para liberação de insulina e outros que seguram a onda. Por exemplo, proteína também contribui, falta de fibras contribui, tipo de carbo e seu índice glicêmico etc. Então se você faz uma dieta alta em carbo de baixo índice glicêmico, baixa em proteína, cheio de fibras etc. Sua insulina vai estar controlada. Aí você vê aqueles velhinhos na ilha remota no japão tudo saudável e comendo muito arroz.

Antes deixa eu fazer uma pausa. Você já está deseperado que até agora eu falei que fruta pode não ser uma boa, que o homem zoou a natureza, que não dá pra contar com os estudos,  e agora que alto carbo é saudável? Calma! Respira um pouco que tudo vai ficar bem até o fim deste post! Vai dar uma volta. come um torresmo e volta aqui.

Aí você pensa que realmente dá pra ser saudável em uma dieta alta em carboidratos porque os estudos mostraram! Mas algumas coisas não estavam encaixando. A primeira é que:

O que o corpo vai fazer com esse excesso de carbos?

Você pode ter a quantidade de carbos alta, mas então estes continuarão sendo sua principal fonte de energia. Continuará sendo uma fonte externa, fora do seu corpo E o benefício de virar um queimador de gordura? Desde a tranquilidade de passar horas sem comer, ter o peso naturalmente controlado e não ter que ficar comendo toda hora? O corpo, por mais que fique com a insulina baixa, tem que usar esse carboidrato como energia.

Quem me acompanha no snap sabe que passei a última semana do ano nos EUA e fui mostrando tudo lá, fui no Whole Foods e filmei tudo, cada refeição com as opções LCHF e os hambúrgueres com alface no lugar do pão, chessecake low carb no CheeseCake Factory etc. Resumindo, comer era um evento. Teve um dia que iriamos de Orlando pra Miami pro ano novo, acordamos sem fome (pra variar) e sem café da manhã pegamos a estrada, 5h de viagem e resolvemos não parar (comer não é mais prioridade), aí check in no hotel, descansar e quando demos conta 22h sem comer. Naturalmente. Só tínhamos jantado na noite anterior! Lindo.

Mas voltando e com essa forma de alto carbo, tem-se então de ter uma vigilância constante pra não comer muito. Não estamos numa vila de pescadores em Okinawa. Teríamos que contar calorias e macros aqui no mundo moderno ou fora da gaiola do ratinho que é obrigado a só comer o que lhe dão. Ou então você é um fisiculturista que conta cada grama que ingere.

Será que estou perdendo algo? Maaaas Dr Jason Fung é meu amigo no face e perguntei diretamente a ele:

IMG_8186

Exceto que faltou um W na minha pergunta, realmente não tem mesmo esse benefício nem outras questões de saúde sobre uma dieta baixa em gordura etc.

Então estamos caminhando pra uma conclusão que é o começo da minha Palestra que tem aqui no SendoPaleo que foi do Workshop

O que importa é a Adesão

Você vai falar que aquela personal trainer gata da sua academia que come de 3 em 3 horas, é magra, come frango com batata doce e sábado a noite come pizza com o namorado não é saudável? Tem os exames alterados?? Claro que não! E isso que sustenta a pirâmide alimentar até hoje. Porque se você fizer vai funcionar como já funcionou pra você um dia e você emagreceu . Só não manteve porque você é fraca, sem comprometimento. Não é nada disso. Calma. Essa dieta não tem adesão. Você tem que ficar se controlando,mantém a fome alta.. Algumas pessoas conseguem, mas não pra sempre. Vejam fotos de atletas aposentados, adultos que mantiveram por um tempo e depois largaram. Quando desistem caem no McDonalds quando montar marmita deixa de ser a prioridade na vida. Casal magro e sarado, treinam juntos, casam, tem filhos, as prioridades mudam e já era. Nosso estilo de vida não precisa fazer força. Igual a minha história na viagem. Comer passa a ser uma coisa tranquila e  a prioridade em comer e comer e comer cai, a compulsão é controlada. Algumas pessoas conseguem sim se manter. E são elas que divulgam as fotos nas redes sociais. Quem não consegue não posta foto do antes com 70kg e a do depois com 75kg. Então você só vê o sucesso e pensa que o errado é você. Mas não é. Lembra da história do avião na minha palestra?

O que conta é o estilo de vida que valha fora da gaiola do laboratório, ou da vila de pescador. É aquela que vale pra você. PRA SEMPRE.

Mas se ninguém chega em nenhum acordo como você vai saber?

Quando os pais estão brigando porque não chegam a conclusão em qual escola vão matricular o filho, as vezes a discussão começa a ficar feia cada um defendendo seu ponto de vista. E aí pra esses casos existe uma estratégia que é subir um nível até achar um ponto em comum onde estão de acordo. E o ponto em comum nesse caso é que os dois querem o melhor pro filho que amam. Então partem deste ponto em comum juntos.

No caso de “Minha Dieta é melhor que a sua”, o ponto em comum é que ,fora a briga de egos e de estudos, essa onda de dietas que brigam entre si, querem saúde, emagrecimento, questionar coisas impostas por governos influenciados por corporações, por dinheiro e que seja aceito o que a ciência já comprovou. Considerando isso e trazendo pra realidade individual e focando só no que todos concordam, importa tanto se queijo é paleo? Se alguém toma vinho no fim de semana? Se um paleo não come grãos mas na feijoada aos sábados come arroz? Ou até se a personal trainer não consegue comer gordura e está realmente feliz com seu peito de frango esturricado? Percebe como a briga fica boba sendo que estamos todos de uma certa forma no lado da saúde com resultado e adesão? E claro, essa última linha é importante. Você tem que ter resultado (saudável, magro e feliz) e não ter esforço pra seguir. Aí você acha a quantidade de carbo, se vai fazer JI, se vai comer feijão etc.

Parece a questão de exercícios. É a mesma coisa. Tênis destrói o ombro e joelho, corrida não é natural, Judô é pior que Jiu Jitsu, MMA é violento, Crossfit destrói tudo… Meeeeuuu ruim é não fazer nada e ficar vendo novela. Aí você acha o que você gosta, te deixa saudável! Não adianta achar aquele que é melhor se você aí não for fazer! Vai fazer Zumba, que como me disse uma coachee uma vez, não dá pra ficar triste rebolando!

Vamos achar os pontos comuns pra te ajudar

O que todos os paleos concordam (por todos sempre considere a grande maioria porque tem louco pra tudo) e lembrando que é tópicos não vou entrar em detalhes.

  • Comida de verdade sem processados
  • Gordura é ótimo (natural, não trans e óleos vegetais)
  • Sem Excesso de carbos (o contrário da piramide alimentar, aí pode ser moderado,low carb,keto, ciclar etc)
  • Restringir muito farinha de trigo e açúcar
  • Restringir muitogrãos e leguminosas
  • Muita salada
  • Jejum Intermitente

O que todos os profissionais atualizados concordam (olha como tá quase igual. Não tem discussão sobre a gordura e os benefícios da LCHF em termos de estudos recentes. Então se são atualizados é isso aí)

  • Comida de verdade sem processados
  • Gordura é ótimo (natural, não trans e óleos vegetais)
  • Low Carb é uma ferramenta comprovada para emagrecer
  • Restringir muito farinha de trigo e açúcar
  • Muita verdura
  • Jejum Intermitente

Qualquer profissional da saúde mesmo desatualizado.

  • Comida de verdade sem processados
  • Restringir muito farinha de trigo e açúcar
  • Muita verdura

Tirando os pontos de discórdia você vê como tem coisa em comum? Só de seguir o que todos concordam você come comida de verdade. Se você se aprofundar um pouco vai diminuir os carbos pra emagrecer e ficar muito feliz acrescentando gordura (ou as deixando na comida). O resto dos ajustes é pra garantir a adesão porque a saúde você já garantiu! Não é lindo isso?

 

Abraço e prometo não sumir mais,

Teco

ps:Se quiser conhecer o Método sendoPaleo que vem com meu eBook, a palestra que mencionei no post e outros bônus, clique aqui!

 

Categorias: Artigos,Dieta Paleo,Fundamentos Paleo,Paleo

18s Comentários

  1. Teco, seu texto está incrível. Muito completo. Parabéns. Não suma mesmo. Bjo

  2. Teco como sempre você surpreende em suas abordagens. Ótimo artigo. Agora tem que escrever outro ebook, “Pare de ler o que te faz mal e continue sendo paleo” haahahah te digo isso, porque quanto mais a gente foca(lendo referências sobre a mesma) na estratégia nutricional, mais fica fácil de se adaptar ao novo estilo de vida. Grande abraço.

    • Coach Teco Mendes

      Oi Emiliana! Com certeza quero fazer um novo livro este ano! O tema é que ainda estou em dúvida, mas vai sair!

  3. SENSACIONAL o post, Magrinho! (porque não posso mais te chamar de gordinho!) :)

  4. Thiago Montanha

    Oi Teco, boa tarde! Li uma postagem sua falando sobre o livro “Keto Clarity”, falava referente uma técnica para cálculo da quantidade de proteína ideal/dia. É possível explicar ou orientar para quem faz musculação 3x por semana qual a seria a quantidade de proteína a ser ingerida? Muito obrigado e parabéns pelo site. Abraço!

    • Coach Teco Mendes

      Fala Thiago! Há várias teorias! Como eu sou mega natural, eu sigo minha fome. Quanto o corpo precisa de mais. ele aumenta minha fome. Assim eu não fico contando macronutrientes e esses são regulados assim. Mas se vc treina pesado, a indicação geral é até 2,5g por kg corporal Se vc quiser ir mais alé,. há ferramentas na net que ajudam muito. Elas estimam seu metabolismo basal pela sua idade, nivel de atividade física e faz a recomendação de cada nutriente, Se vc digitar Keto Calc no google aparece um monte. A que eu mais gosto é uma que vc digita no Google Keto Buddy. Aí vc controla seus macris certinho para maximizar seus objetivos!

  5. Vanessa Branco

    Teco, ainda bem que te encontrei! Rsrs…lí tanta coisa “nas internets” da vida, tanta coisa ruim, tanta blogueira fitness e tanta gente querendo ser uma, só falando m****. (Sorry! But itstrue)
    Nenhum embasamento científico…eu simplesmente não achava nada realmente signifivativo sobre cetoadaptados. Eu partí da premissa: vou pegar meu conhecimento como educadora física, fisiologista, e juntar com o bom senso e com o que ando lendo. (por sinal, pesquisando no insta que te encontrei). E incrivelmente deu certo.
    Como a maioria dos seres humanos sedentos por carboidratos, eu custava a entender como eu sobreviveria a dias sem eles, já que os efeitos colaterais são bem intensos em mim. (Náusea, tontura, boca amarga, fadiga, dor de cabeça…) Resolví que um dia então eu mesma seria meu ratinho de laboratório. E tb deu certo. Sofrido nas duas primeiras semanas, mas estou satisfeita. Não tenho mais compulsões, nao penso na comida a todo momento, e nao faço mais dois dias de dieta e jaco 24….como sempre acontecia. Como vc escreveu alí em cima, é difícil chegar nesse patamar da cetose pra comer uma barra de chocolate e voltar ao zero.
    Quero me aprofundar mais no assunto. Inclusive sobre o jejum intermitente.
    Engraçado como uma coisa leva a outra. Sem querer eu me vejo num jejum intermitente também. Não tenho fome.
    Tenho um amigo educador físico que faz há alguns anos jejum intermitente. Ele tem 40 anos e segundo ele mesmo, “tem uma saúde excelente e o melhor físico da vida dele”. E tenho que concordar. O bicho é um touro! Em 10 anos nunca o ví em tão boa forma. Rsrs..
    Isso me intrigava.
    Acho que na verdade minha curiosidade começou a primeira vez que ouvi alguém falar sobre a Paleo. Eu fui praticante de Crossfit dos primórdios de SP, quando eu ainda falava Crossfit e nego me olhava com cara de “to confuso”, rs, e a galera segue a Paleo. Achava loucura. E tá todo mundo levantando caminhão lá no box até hoje! Kkkkk. Todo mundo vivo por sinal!
    Enfim, não da pra escrever todas as minhas experiencias de vida aqui. Hahaha. Mas continuarei seguindo minha cetose mesmo com a galera querendo que eu coma bolo de churros! ???? Vc acredita? Mandaram fazer um bolo de churros pra mim hoje! Pior que traficante essa galera!

    Um bjo e vc ganhou mais uma fiel seguidora!

  6. Ola! Sou adepta ao Jejum Intermitente tem 2 meses e pra mim é a melhor coisa que já fiz pra minha saúde e beleza, inclusive até add o Dr. Fung no face pq ele é, de longe, o melhor que explica o JI. Mas sempre tenho a mega dúvida do que realmente comer na janela de alimentação? Eu fico de 16 a 20 horas em JI, sempre quebro com proteina e legumes na 1 refeição, mas quero saber onde posso encaixar um carbo (frutas, leguminosas, integrais) ou se posso? N entendo se na janela aberta devemos faz uma alimentação cetogenica ou meio paleo mesmo, não entendo o que seria Low Carb no JI… Enfim, espero q me entenda e me responda, pq mesmo com essa dúvida estou tendo resultados incriveis com o JI e sem ir pra academia kkkk

    • Coach Teco Mendes

      Oi querida! Que bom que está bem e tendo ótimos resultados! Não se prenda a tantas regras na hora de comer se está se sentindo bem. Comer comida de verdade sem ser processada, gorduras boas, restrição de açúcar e farinha branca é unanimidade no meio da saúde e nutrição. Siga sua fome se alimentando assim e continue feliz!

  7. Impressionante esse seu texto. Super completo e ainda muito bem ponderado quanto às divergências sobre a dieta.
    Sigo a LCHF/Paleo há pouco mais de um ano, desde a consultoria com a Dany, e faltava uma leitura mais simples e ao mesmo tempo repleta de referências.
    Vou indicar a leitura sempre que começarem a me chamar de maluca… Mas principal, vai ser meu norte para aqueles momentos em que me “perco” um pouco…
    Projeto SendoPaleo ativado!
    Valeu, Teco!

X